5 segredos para criar textos que vendem

|

O termo Copywriting já é bem popular no marketing digital, mas ainda é possível encontrar quem não conheça a técnica de escrever textos que vendem. Quando falamos de conteúdos que podem ajudar um negócio quando o assunto é a venda, estamos falando de uma metodologia de redação específica. Não basta só pesquisar, conhecer o público e transmitir os objetivos da marca em palavras, é preciso ter relevância, apresentar informações precisas, contar com algumas técnicas e, claro, vontade de fazer acontecer, ou melhor, de vender. Por isso, alguns “truques” podem ajudar na hora de montar uma boa copy – como este tipo de texto é conhecido nos corredores do marketing.

Com isso, é possível melhorar os resultados das vendas, já que a conversão é uma das principais características deste conteúdo. Sem mais spoilers por aqui, se você quer descobrir quais são os segredos dessa técnica tão importante dentro do marketing, então, continue a leitura com a gente!

O que é Copywriting?

Copywriting é o ato de escrever textos, sejam posts, sites, eBooks, e-mails etc., com o objetivo de guiar as pessoas na tomada de uma decisão. Tais ações podem ser uma compra, quando falamos sobre algum produto ou serviço, ou no caso do Inbound Marketing, o download de um eBook ou a inscrição em uma newsletter, por exemplo. Mas, apesar de parecer uma técnica específica do mundo digital, os textos que vendem já existem há muito tempo e estiveram presentes na TV, rádio, revistas e até mesmo nos carros de propaganda que costumavam circular pelas cidades – acredite se quiser.

No entanto, com o constante desenvolvimento da internet e do marketing digital, o Copywriting ganhou novos modelos. Vender alguma coisa de forma direta, ou seja, apenas dizendo “tenho um produto e ele custa X reais”, já não é uma ação eficaz nos dias de hoje devido a grande quantidade de produtos, concorrência e outras ofertas que existem no mercado. É preciso algo a mais, por isso algumas mudanças foram feitas na forma de realizar as vendas.

Entenda o Copywriting nas estratégias de marketing

Como a ideia das copys é vender a partir de informações relevantes e que realmente atraiam o público, é fácil encontra-las nas estratégias de Inbound Marketing de forma a atrair e transformar um usuário em cliente. Seguindo a lógica das novas formas de vender, o funil de vendas, por exemplo, é uma das técnicas que mais proporciona bons resultados. Nela, o consumidor costuma passar por algumas fases antes de fechar um negócio, de modo que a marca chegue até o cliente e não ele até a marca, como acontecia antes. Como comentamos no início do texto, a principal função do Copywriting é a conversão, por isso ele está tão presente nessas novas – ou nem tão novas assim – estratégias.

Mas, para que você entenda melhor sobre os textos que vendem e o que eles significam dentro da estratégia de marketing, vamos explicar sobre as conversões. No caso dos artigos, é possível encontrar chamadas para ação no início ou no final do texto. Alguns exemplos são: sugestão de compartilhamento do conteúdo, marcação de um amigo ou amiga nos comentários, convite para conhecer outra página da marca, entre outros. Aqui, o Copywriting leva o leitor para uma jornada de consumo, com estímulos para que ele continue nas diferentes fases do funil e chegue até a conversão final: a compra, aquisição, assinatura etc.

Como fazer textos que vendem – de verdade?

Antes de passarmos para os segredos dos textos que vendem, é importante saber que, para escrever copys convincentes, é necessário conhecer as técnicas que realmente funcionam e saber como usá-las. É preciso se destacar da concorrência, já que os velhos chavões como “clique aqui” ou “ligue já”, usados sem um contexto convincente, não conseguem mais alcançar os resultados esperados.

O Copywriter – aquele profissional que se especializa nesse tipo de texto – também precisa se atentar às pesquisas sobre a empresa e o produto e/ou serviço que vai ser abordado no texto. Conhecer a persona, as dores dela e qual a melhor forma de atendê-la é outra ação de extrema importância. Uma dica é ficar sempre de olho nos comentários de redes sociais, respostas de e-mails ou em pesquisas de opinião, por exemplo, para encontrar a melhor linguagem e descobrir como conversar e ajudar o consumidor.

Como criar conteúdo a partir de análises do comportamento humano?

Como comentamos acima, analisar o comportamento dos consumidores na internet é uma ótima maneira para conhecê-los e conseguir convencê-los à conversão. Os gatilhos mentais, por exemplo, são mecanismos cerebrais que têm como objetivo tonar o processo de decisão mais rápido. Esta é uma técnica muito usada no Copywriting. De acordo com Robert Cialdini, autor do livro “As Armas da Persuasão”, existem alguns princípios psicológicos que dirigem o comportamento humano e, consequentemente, as ações que levam à conversão do usuário em cliente, são eles:

  • reciprocidade – o ser humano tende a responder uma ação positiva com outra também positiva;
  • aprovação social – é o tipo de gatilho que mostra a influência de terceiros sobre escolhas pessoais – o que leva mais gente a tomar as mesmas atitudes;
  • afinidade/afeição – faz com que as pessoas se conectem com outras pessoas parecidas, seja por medos, alegrias ou habilidades semelhantes;
  • autoridade – é o gatilho que mostra como o ser humano tende a obedecer quem ele vê como superior;
  • escassez – quando se está prestes a perdes algo, esse gatilho é rapidamente acionado;
  • compromisso – faz a pessoa se comportar com coerência ao que ela assumiu.

Conheça os 5 segredos para um Copywriting irresistível

Agora, finalmente, vamos apresentar os 5 segredos que vão tornar o seu Copywriting irresistível e certeiro para as vendas. Papel e caneta na mão e vamos aos tópicos.

1- Crie títulos atraentes

Essa é a regra preliminar – e também o primeiro contato que o leitor terá com o seu texto – para uma copy certeira. É preciso chamar a atenção pelo título e despertar a curiosidade deste cliente em potencial. O uso de números no começo do título é uma ótima forma de atração. Eles geram interesse e organizam os pensamentos, então, abuse das listas – assim como fizemos neste artigo 😉.

Outro tipo de título que sempre funciona para as copys são as perguntas feitas diretamente para o leitor, de modo a criar um diálogo direto com ele, como “Você sabe como escrever textos que vendem?”.

2- Use os verbos de ação

Os verbos de ação são os principais condutores dos usuários na internet. São eles que definem as estratégias para conversão e, consequentemente, levam aos resultados. Pense em uma página de captação de leads que distribui ebooks educativos, por exemplo. Para que o leitor tenha acesso a esse material, ele precisa disponibilizar os seus dados. Aqui, o texto precisa indicar a ação que a pessoa precisa tomar, como: “Quer saber os segredos dos textos que vendem? Então, faça o download agora mesmo”.    

3- Abuse dos gatilhos mentais

Como comentamos no tópico anterior, para se ter uma boa copy, é muito importante usar os verbos de ação. Mas quando eles contam com gatilhos mentais, tendem a ser ainda mais poderosos. Você pode se basear nos princípios psicológicos que citamos anteriormente e desenvolver gatilhos certeiros.

  • “Corra, é somente até amanhã” = sinal de escassez e urgência;
  • “Eu sei que você precisa vender, mas…” = sinal de afeição/afinidade;
  • “Faça o seu cadastro e ganhe acesso ao ebook” = sinal de reciprocidade.

4- Apresente números e pesquisas

As pessoas têm a tendência de confiar mais em conteúdos que demonstrem um fato com pesquisas, números e estudos. Por isso, vale a pena encontrar boas referências para usar no seu texto. Por exemplo:

“De acordo com a pesquisa Content Trends de 2019, da Rock Content, os conteúdos que contam com marketing de conteúdo têm, em média, 1,3 vezes mais visitas no site e conseguem gerar 1,4 vezes mais leads.”

Viu como o texto acima traz mais credibilidade?

5- Conte histórias

O storytelling é uma técnica muito eficaz para o Copywriting. A partir de histórias que a empresa conta, os clientes, que estão no momento da decisão de compra, podem se identificar com medos, angústias, conquistas e desafios e, então, encontrar a solução que precisam.

Trabalhe com profissionalismo

Conhecimentos aprofundados e específicos são fundamentais na hora de criar textos que vendem. Mas, sabemos que escrever não é uma tarefa tão simples como parece, ainda mais quando a intenção é realizar conversões. Por isso, contar com profissionais que poderão auxiliar neste momento pode fazer muita diferença na estratégia de vendas.

A Bring Marketing House ajuda você na criação de copys certeiras para o seu negócio. Precisa de uma mãozinha? Entre em contato. 👋

Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts relacionados