Marketing para podcast: o que você precisa saber sobre o crescimento dessa estratégia?

|

O movimento em torno dos conteúdos em áudio está cada vez maior, proporcionando diversas oportunidades de negócios, por isso o marketing para podcast está em alta. A dinâmica desse tipo de material tem se mostrado ainda mais forte, já que o consumo vem crescendo e se popularizando cada vez mais. Em 2020, por exemplo, os podcasts cresceram 18% globalmente, o que atraiu – e está atraindo – cada vez mais produtores e consumidores desse tipo de conteúdo.

Companhias como Spotify, Amazon, Apple e Google estudam diferentes formas de fazer a captura de dados e analisar os resultados em torno do áudio para entender o verdadeiro potencial dos podcasts e como eles podem auxiliar as empresas em relação ao marketing. Enquanto isso, nós, que somos apaixonados pelo universo digital e pelas tendências de marketing, viemos te contar algumas novidades sobre o marketing para podcast e como ele pode te ajudar. Quer saber mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura!

Por que os podcasts estão se tornando tão populares?

Mas, afinal, o que há por trás dos podcasts para conseguirem conquistar tanta gente em tão pouco tempo? Primeiramente, os materiais em formato de áudio são publicados em uma plataforma de streaming, o que torna o acesso mais fácil. É possível ouvir um podcast a qualquer hora e de qualquer lugar, já que os conteúdos são gravados e ficam disponíveis nessas plataformas.

Segundo a Podcasts Stats Soundbite, o Brasil é o segundo maior mercado de podcasts, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Outro ponto, que arriscamos apostar ser o sucesso dos podcasts, é o formato gravado, em que não existe a necessidade de acompanhamento em tempo real, diferentemente das as rádios ou do novato, Clubhouse. Dados analisados pela Audio.Ad, a partir de entrevistas com diferentes públicos, mostraram que as marcas que disponibilizam conteúdos para podcasts conseguem ter contato com as pessoas a qualquer hora do dia.

O marketing para podcast é necessário?

E muito! De acordo com previsão do eMarketer, em 2021, o investimento em publicidade para podcast deve ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão no mercado norte-americano. Na mesma pesquisa, realizada com profissionais que atuam na área de marketing, 38% relataram que vão aumentar as despesas com podcast neste ano.

Isso tem atraído os olhares de muitas marcas que estão realizando a produção de seus próprios conteúdos em áudio. É o caso da Azul Linhas Aéreas que lançou a série de podcasts “MeditAzul”, em parceria com a Isobar, com o tema Carnaval e meditação. Para o momento de pandemia, por exemplo, em que os voos quase não acontecem, a estratégia mostra preocupação da marca em continuar interagindo com o público, mesmo que de uma forma completamente diferente do habitual.

Mas existem também as empresas que entram em cocriações de programas que já são populares e contam com uma boa audiência. O brechó online, Enjoei, já foi patrocinador de alguns episódios do podcast “É noia minha?”, da escritora e roteirista, Camila Fremder, por exemplo, devido à identificação entre as duas. O podcast conta com entrevistados de perfis super diferentes, mas que contam com alguns gostos em comum, como a moda, o que fez a parceria dar certo.

O marketing para podcast se mostra cada vez mais importante, além de ser uma excelente estratégia para os negócios que buscam se diferenciar e manter vínculos com o seu público-alvo dentro do ambiente digital.

Mas um podcast pode aumentar o volume de vendas de uma marca?

Sim – e como! De acordo com um estudo realizado pela Audio.Ad, existe uma abertura por parte dos usuários em relação aos anúncios em podcasts. Geralmente, eles podem ser os patrocinadores do conteúdo, e são mencionados durante o programa, ou então, podem  produzir um podcast específico, sempre bem pensado de modo a não causar estranhamento no ouvinte.

O Spotify, por exemplo, anunciou, em fevereiro deste ano, que vai lançar um marketplace de anúncios de áudio, o Spotify Audinece Network. A ideia é que os anunciantes consigam alcançar os ouvintes de produções originais da plataforma. A nova proposta se mostra muito interessante para os podcasters que buscam ganhar dinheiro com anúncios.

A partir de informações como essas, as empresas podem começar a pensar em conteúdos personalizados levando em consideração os interesses que foram demonstrados, juntamente com o momento em que mais se consome esse formato de conteúdo, a fim de fidelizar esses ouvintes e deixá-los cada vez mais próximos da marca, além de conseguir boas parcerias com as plataformas.

5 passos para sua empresa investir nos podcasts

Como comentamos anteriormente, é possível que uma marca patrocine um podcast, ou invista no seu próprio conteúdo em áudio. O Giro Energia, por exemplo, é o podcast de um parceiro da Bring, que realiza entrevistas com especialistas do mercado livre de energia. Trata-se de uma forma de atrair o público interessado neste tipo de assunto, além de aumentar o engajamento do público com a empresa dentro da web e o reconhecimento da marca. Pensando em quem também quer ter o seu lugarzinho ao sol, ou melhor, nas plataformas de streaming, preparamos um passo a passo de como produzir um podcast – e um bom marketing!

1- Planejamento

Não é novidade para ninguém que toda ação que se preze precisa de um bom planejamento, e com os conteúdos em áudio não seria diferente. É no planejamento que se estabelecem os objetivos e um plano de ação para o podcast. Por isso, defina o público, analise a concorrência, defina as pautas, organize os temas, pense nos convidados que podem fazer parte dos programas, na frequência de publicações, crie um bom roteiro e, claro, um aposte no marketing! Para fazer uma divulgação de qualidade e aumentar o potencial de retorno do seu podcast, dedique-se à criação da identidade visual, aposte em calls to action convincentes, aplique técnicas de SEO, entre outras estratégias.

2- Gravação

Esse é, com certeza, um dos momentos mais esperados. Aqui é que o planejamento entra em ação. Mas, para uma gravação de qualidade, é preciso de uma sala acústica, por exemplo. Além disso, conforto aos participantes é fundamental, afinal, a gravação de um podcast pode levar bastante tempo. Também é possível fazer as gravações à distância, seja por consequência do isolamento social proporcionado pela pandemia, ou por distanciamento geográfico dos convidados mesmo. O Giro Energia, por exemplo, sempre utilizou esse método, desde o primeiro episódio.

3- Edição

Por não ser um programa ao vivo, as edições de cortes, ajustes no som, no tempo de bate-papo e outros detalhes são necessários. Antes de tudo, é muito importante que tenha um backup da gravação original para evitar qualquer tipo de problema. Além disso, esse é o momento de deixar o conteúdo em áudio com qualidade de som, sem ruídos e uma boa equalização (ajustes de grave e agudo). Alguns sites específicos para som podem ajudar, como Audionaitix, Audio Archive, entre outros.

4- Publicação

Na hora de publicar é possível escolher o tipo de plataforma para disponibilizar podcast. Algumas delas – bem conhecidas, por sinal – são o Spotify, SoundCloud e Deezer. O Anchor pode ser uma mão na roda, já que ele faz a propagação do seu áudio para várias plataformas e disponibiliza uma versão sem custo. No entanto, a publicação também pode ser feita no próprio site da empresa. Aqui, é possível pensar no marketing para podcast com ações mais específicas utilizando SEO, CTAs e até campanhas de anúncio levando tráfego para a página.

5- Divulgação

O passo final é a divulgação para que as pessoas consigam ouvir e se conectar com o conteúdo em áudio. Essa ação pode ser feita nas redes sociais da empresa, no site, via e-mail marketing ou então em uma Landing Page, por exemplo. Nesse último caso, além de disseminar o seu conteúdo, de quebra você ainda consegue captar leads para a sua estratégia de vendas.

Em resumo, o marketing para podcast é uma estratégia que está crescendo e tem se mostrado eficiente, com capacidade de impactar positivamente os usuários, já que eles têm a liberdade de ouvir os conteúdos quando e onde quiserem. Além disso, os podcasts são materiais riquíssimos que podem dar um upgrade na sua marca. Gostou da ideia de apostar em marketing para conteúdo em áudio? Conte com a Bring Marketing House nessa missão, a gente te ajuda com o antes, o durante e o depois dos seus podcasts. Sem dúvida, os seus clientes não vão mais desgrudar dos fones de ouvido. 😉

Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts relacionados