Como criar uma marca: aprenda o processo de branding

|

A “cereja do bolo” de um processo de branding bem sucedido é saber como criar uma marca que traduza a personalidade da empresa e, ao mesmo tempo, seja atraente para o público-alvo. Infelizmente, o cronograma apertado do plano de negócios somado à ansiedade dos sócios, tornam esse um desafio ainda maior. Afinal, a pressa é a inimiga da perfeição, e nós queremos a marca perfeita, não é? Agora, como criar uma marca é um passo imprescindível, que deve ser concluído antes de apresentar uma nova empresa, produto ou serviço ao mercado, muitas vezes é melhor que seja feito do que perfeito. Sem dúvida, o ideal é que a marca seja concebida de forma rápida e que o resultado seja “amor à primeira vista”. Exatamente por isso estou escrevendo este artigo. Porque quero te provar que essa missão é possível de ser cumprida e vou te ensinar como. Continue a leitura!

Qual é o segredo das grandes marcas?

De fato, grandes marcas constroem uma ponte que conecta quem realmente são seus consumidores aos personagens que gostariam de ser. Em suma, as pessoas não compram o que a sua empresa produz, mas sim a história que a sua marca conta e como elas podem se encaixar e fazer parte desse contexto. Ou seja, quanto mais próximo essa história chegar da experiência desejada pelo cliente, mais ele se identificará com a marca e mais propenso ele estará a investir nela.

como-criar-uma-marca-desejos-do-consumidor
O consumidor real e seus desejos

A verdade é que uma marca é como uma pessoa. Assim como seu negócio tem um propósito específico para um determinado público, cada marca tem suas características, sua personalidade e um jeito próprio de se expressar. E, tudo isso deve estar traduzido na história que você vai contar, a qual o seu consumidor vai lembrar quando pensar na sua marca.

Mas, como faço para construir essa história? Devo me sentar embaixo de uma árvore e esperar a maçã cair na minha cabeça para me inspirar? Nada disso! Em seguida, vamos aprender um passo a passo que vai te ajudar a clarear as ideias e guiar o processo criativo. Acompanhe!

Passo a passo de como criar uma marca

O processo necessário para criar uma marca deve levar em consideração dois pilares essenciais: a história e a simbologia. Afinal, como comentei no tópico anterior, a história deve contar o que a sua marca é, quais são suas principais características e qual experiência ela promete entregar para o consumidor. Já a simbologia precisa traduzir visualmente essa história, a fim de chamar a atenção à primeira vista desse possível cliente.

Utilizando um branding canvas, como este exemplo abaixo, você consegue organizar e documentar o passo a passo da criação de uma marca, de tal forma que se possa facilitar e agilizar o processo:

branding-canvas
Modelo de branding canvas

Agora, vamos ao passo a passo para preencher esse canvas.

Passo 1: Invente um nome

Primeiramente, como você quer que as pessoas chamem a sua marca?

Apesar de parecer simples, essa tarefa pode ser bastante desafiadora e demorada se você não seguir o processo. No livro Lean Branding, Laura Busche simplifica essa etapa com esses 5 passos:

  1. Liste os nomes de seus concorrentes;
  2. Elenque palavras (verbos, substantivos, adjetivos ou combinações) que descrevam a coisa (o “problema”) mais importante que sua marca está aqui para mudar;
  3. Pense em palavras ou combinações de palavras que poderiam melhor traduzir o que o produto ou serviço da sua marca faz;
  4. Tente combinar as palavras dos passos 2 e 3 e escolha as opções mais originais e fáceis de serem reconhecidas e lembradas;
  5. Dessas opções, verifique no INPI quais estão disponíveis para serem registradas.

Passo 2: Elabore uma declaração de posicionamento

Como você quer que as pessoas enxerguem sua marca em comparação com seus concorrentes? A declaração de posicionamento de uma marca deve responder a essas três perguntas:

  1. Que espaço essa marca está tentando ocupar?
  2. Qual é o principal desejo que essa marca está tentando satisfazer?
  3. Quem está competindo por esse espaço?

Para ajudar nessa etapa, experimente preencher esse modelo, que é sucesso:

Para (clientes alvo), que estão insatisfeitos com (dor do público-alvo), nosso (produto/serviço) é, que entrega (capacidades chave para resolução de problemas)Diferente de (alternativas atuais), nós entregamos (características chave do seu produto/serviço).

Passo 3: Descreva a promessa da marca

Por trás de toda grande marca existe uma promessa de satisfazer os desejos de seus clientes. Portanto, redija uma frase curta que descreva a oferta, ou seja, o que a sua marca entrega para o consumidor. Ela deve ser sucinta e fácil de memorizar, como aquelas frases de para-choque de caminhão. Por exemplo, tenho certeza de que você reconhece e se lembra destas:

  • Quer pagar quanto? (Casas Bahia)
  • Todo mundo usa (Havaianas)
  • A cerveja que desce redondo (Skol)
  • A batata da onda (Ruffles)
  • Energia que dá gosto (Nescau)
  • Tem 1001 utilidades (Bombril)

Passo 4: Defina a personalidade da marca

Dizem que a personalidade da marca é uma extensão da personalidade de seus fundadores. Pode até ser, já que a cultura da empresa será moldada pelos princípios de seus criadores. Mas, cuidado! Lembre-se que a nova marca está sendo criada para agradar um determinado público, portanto a sua forma de pensar, sentir e agir deve estar alinhada aos interesses desses futuros clientes. A fim de concluir esse passo, escolha aproximadamente 6 palavras, de preferência adjetivos, que descrevam as principais características da marca.

Passo 5: Retrate a buyer persona da sua marca

Para conseguir criar e contar uma história convincente, é preciso conhecer muito bem quem são os consumidores alvo da marca. Mas, atenção! Persona não é a mesma coisa do que público-alvo, assunto que já explicamos em detalhes outros artigos, como nesse aqui. Enquanto este traz informações mais gerais sobre o cliente ideal, aquele o descreve com maiores detalhes. Para criar uma persona, identifique o perfil do cliente ideal da marca e crie uma personagem fictícia baseada nesses atributos. Por exemplo, para a blwinner, um dos clientes aqui da Bring Marketing House, nós criamos a persona do Evandro:

como-criar-uma-marca-a-persona-de-blwinner
A persona de blwinner
bio-da-persona-de-blwinner
Biografia da persona de blwinner

Essa persona vai servir de base para a criação da marca e toda a comunicação dela, no futuro. Vale lembrar que, caso sejam identificados mais do que um perfil de cliente ideal para uma mesma marca, será necessário criar mais do que uma persona.

Passo 6: Crie um storyboard

E, voilà! Com os passos 1 a 5 concluídos, você já conseguirá criar um storyboard para construir a história, que será a alma da marca. Para desenvolvê-la, você pode contrastar o estado de vida atual dos clientes com o estado futuro que a marca promete oferecer. Este canvas pode te ajudar a completar essa etapa do processo:

como-criar-uma-marca-storyboard
Storyboard da marca

Passo 7: Escolha a tipografia da marca

Esta etapa envolve a escolha das fontes, que também devem transmitir as emoções da marca. Enquanto para a maioria dos empresários, a tipografia é uma reflexão tardia – uma sutileza. Por outro lado, para a maioria dos designers, a tipografia é um componente fundamental, que tem uma grande influência na percepção emocional da marca. Devido à importância da tipografia, acertar a escolha nesta etapa é metade da batalha para criar símbolos de marca atraentes. Confira aqui uma lista com 24 sites de fontes gratuitos para você começar essa seleção.

Passo 8: Elabore uma paleta de cores para a marca

Agora, você precisa escolher um conjunto de cores que transmita um apanhado de emoções atreladas à marca. Assim como a tipografia, a escolha da paleta de cores certa tem um impacto importante na resposta emocional à marca. Ao escolher as cores, siga essas três dicas:

  1. Considere o uso de cores que já tenham associações com seu produto, serviço ou setor;
  2. Escolha cores que ajudem a transmitir a personalidade da sua marca, de acordo com os adjetivos elencados no passo 4;
  3. Leve em consideração a psicologia das cores.

Passo 9: Monte um painel de inspirações

Inspirado pelas palavras das etapas 1 a 5 e pelos símbolos selecionados nas etapas 6 a 8, monte um painel de inspirações com imagens que representem todo esse apanhado de significados. Depois, fique olhando para ele por um bom tempo, digerindo cada detalhe. Acredite, isso vai ajudar bastante no próximo e definitivo passo desse processo. Mas, antes de montar o seu, dê uma olhada no painel semântico, ou moodboard, que construímos durante o processo de re-branding do Candeloro Dental Studio:

painel-semantico-candeloro-dental-studio
Painel semântico Candeloro Dental Studio

E olha como ficou a marca nova! ❤️

como-criar-uma-marca-nova-marca-candeloro-dental-studio
Antes e depois da nova marca de Candeloro Dental Studio

Passo 10: Crie o logotipo que irá representar a marca

Então, depois de ter criado uma história atraente, escolhido uma tipografia adequada e definido uma linda paleta de cores, chegou a hora de desenhar um logotipo para representar essa marca. Também conhecido popularmente como logomarca, o logotipo, como o próprio nome já diz, é formado por elementos gráficos (logo) e tipográficos (tipo). Veja alguns exemplos de logotipos super famosos para se inspirar:

exemplos-de-logomarcas-de-grandes-marcas
Exemplos de logotipos de grandes marcas

Por fim, se você seguiu todos os passos desse artigo e chegou até aqui, já deve estar com a sua marca quase pronta. Agora, como ela será notada e permanecerá relevante para seus clientes-alvo? Pois é, ainda se faz necessário completar mais uma etapa importantíssima desse processo para, de fato, dar vida a essa criatura. Me refiro ao terceiro pilar do processo de branding: a estratégia. Seja para lançar um produto ou serviço, para apresentar uma nova marca ao mercado ou atualizar o seu posicionamento, é necessário planejar como essa marca deverá se apresentar para o público nos seus diversos desdobramentos futuros. Mas, esse é um assunto que abordaremos em outro artigo. Para não perder essa continuação, fique ligado aqui no nosso blog e assine nossa newsletter.

Aqui na Bring Marketing House, por exemplo, nós já desenvolvemos vários projetos de branding para clientes de diferentes segmentos. Quer saber mais? Mande uma mensagem aqui e solicite nosso portfólio. 😉

Denise Ricomini Planner na Bring Marketing House
Denise Ricomini
Planejamento
Condutora de ideias

A Bring é o refúgio onde posso expressar meus talentos e seguir minha carreira de coração. Conduzo ideias para que sonhos se realizem, inclusive os meus.

Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts relacionados