Anúncio de imagem: 8 dicas para melhorar a performance da sua marca

|

Como já abordamos em outros artigos, a escolha da imagem ideal é uma etapa importante para alcançar uma boa performance no marketing digital, ainda mais ao investir em anúncio de imagem ou anúncio gráfico. Apesar de termos diferentes, estamos falando do mesmo tipo de anúncio, sendo que o anúncio de imagem é usado no Facebook, enquanto no Google, ele é chamado anúncio gráfico. Já que as plataformas são diferentes, pensamos em quatro dicas essenciais para você atrair o seu lead com a imagem perfeita, tanto no Google, quanto no Facebook.

Antes de tudo, para começar a criação do anúncio, é importante entender o objetivo para qual o anúncio será empregado, uma etapa primordial para garantir o bom desempenho da campanha. Portanto, a primeira decisão a ser tomada, é a definição do objetivo de marketing.

Objetivo definido! Vamos para a criação do anúncio? Ainda não. As plataformas mais usadas para campanhas patrocinadas são: Facebook e Google, que possuem suas respectivas políticas de privacidade. Para ambas, existem conteúdos proibidos e restritos, e antes mesmo de pensar no conteúdo, deve-se entender o que pode e o que não pode anunciar em cada uma das plataformas. Dessa forma, você evita a reprovação do anúncio e poupa tempo da equipe de marketing em revisões e retrabalhos.

Então, vamos às dicas!

4 dicas para melhorar a performance de um anúncio de imagem no Facebook

1. Escolha o tamanho correto para a imagem

Usando o Gerenciador de Negócios no Facebook, um único anúncio pode ser usado em mais de um posicionamento – feed e stories, por exemplo, inclusive no Instagram. Automaticamente, a própria plataforma faz esse direcionamento, incluindo o responsivo para mobile. Ou seja, não há a necessidade de criar tamanhos de imagens diferentes para anúncios que serão postados em posicionamentos diferentes, mas é necessário atenção na imagem que originará os demais anúncios para evitar problemas no dimensionamento principal. Ao criar o anúncio, é possível ter uma prévia do que será exibido nos posicionamentos escolhidos no Gerenciador de Negócios. 

2. Atenção para a quantidade de texto na imagem

De acordo com o Facebook, imagens com muito texto podem criar uma experiência de baixa qualidade para os usuários. Por isso, a rede social pode não veicular o seu conteúdo caso a imagem tenha mais de 20% de texto. Nesse caso, a ferramenta também pode interpretar logotipos e marcas d’agua como texto na imagem. Para te ajudar na criação do anúncio de imagem, você pode usar a verificação de texto da imagem: uma ferramenta do Facebook que analisa a quantidade de texto e classifica se a imagem está ok ou se esse anúncio tem baixa, média ou alta possibilidade de não ser veiculado.

3. Use frases diretas, claras e simples

O objetivo do anúncio é impactar o lead, seja para fechar uma compra, baixar um aplicativo ou preencher um formulário de cadastro. Por isso, quanto mais direto, claro e simples for o seu texto, maior a probabilidade de conquistar o seu público.

A ideia é captar o usuário com frases simples e diretas. A explicação do seu produto ou serviço deve vir no link de direcionamento ou em um outro momento da experiência, de acordo com a estratégia da sua campanha.  Porém, nada de propaganda enganosa, pois essa é uma prática proibida tanto no Facebook, quanto no Google.

4. Faça testes A/B

O teste A/B permite a escolha de uma variável, dentre criativo, público, otimização de veiculação e posicionamento, para que sejam testadas duas variações de anúncios. No teste A/B, é possível mensurar a performance de cada anúncio e verificar qual imagem mais agrada o seu público, se uma foto com fundo verde ou amarelo, por exemplo. Ao final da campanha, o Facebook informa qual foi a estratégia vencedora. A partir desse relatório, pode-se entender quais são os anúncios que tem maior chance de impacto para o seu público-alvo e, consequentemente, melhorar a performance das suas campanhas.

Que variáveis testar no teste A/B?

  • Criativo: imagens, botões de chamada para ação
  • Público
  • Otimização de veiculação
  • Posicionamento: Facebook ou Instagram, Feed e stories, entre outros

A rede social também permite cruzar variáveis de um teste A/B, como imagem e público. Desta forma, podemos testar os impactos de um anúncio com uma imagem de batom rosa para mulheres de 40 a 50 anos, por exemplo, e comparar com o desempenho de outro anúncio com uma imagem de batom vermelho destinado a mulheres entre 30 e 40 anos.

4 dicas para melhorar a performance de um anúncio gráfico no Google

Qualquer anúncio gráfico no Google deve ser criado para campanhas na rede de display. Por isso, focamos nossas dicas serão nesse tipo de anúncio.

1. Use anúncios responsivos

No Google Ads, é possível fazer o upload de anúncios gráficos personalizados ou usar os anúncios responsivos da plataforma, que se ajustam automaticamente aos parâmetros de tamanho, aparência e formato. O anunciante informa dados como: títulos, descrições, imagens e logotipos e o Google Ads cria os anúncios que serão exibidos, ajustando tamanho, tom e aparência de acordo com a rede onde ele será mostrado. Portanto, usar os anúncios responsivos pode facilitar a criação da sua campanha, já que, tanto o Google quanto seus parceiros de display, possuem parâmetros diferentes para a exibição desse tipo de anúncio.

2. Use seu logotipo em todas as imagens de forma simples e clara

De acordo com o Google, esta é uma obrigação para os anúncios gráficos da rede de display: o logotipo da sua marca deve estar presente nas imagens. Para upload na plataforma, as especificações da imagem do logotipo: tamanho mínimo de 128 x 128 pixels ou recomendado de 1.200 x 1.200 pixels, formato quadrado e proporção 1:1. Também permite-se fazer upload de logotipos no formato paisagem, que deve ter as seguintes dimensões: tamanho mínimo 512 x 128 pixels ou recomendado 1.200 x 300 pixels, formato paisagem e proporção 4:1. A plataforma aceita arquivos com tamanho máximo de 150 KB nos formatos GIF, JPG e PNG.

3. Faça vários anúncios dentro do grupo de anúncios

Assim como no Facebook, o Google também permite fazer vários anúncios dentro do mesmo grupo. Portanto, recomenda-se fazer pelo menos três anúncios diferentes, agrupados por temas comuns ou até mesmo de acordo com as categorias do seu site. Existem dois benefícios de ter vários anúncios dentro do mesmo grupo: medir a performance de cada um para comparar os resultados e contar com a otimização automática do Google, que aumenta ou diminui a taxa de entrega de acordo com a performance de cada anúncio do grupo.

4. Use imagem clara e de alta qualidade

A melhor forma de fazer com que o anúncio capte a atenção do público-alvo é escolher uma imagem clara e de alta qualidade. A imagem escolhida precisa ser diretamente relacionada com o objetivo do anúncio e com o conteúdo da URL para onde a conversão será direcionada. Assim como o Facebook, o Google também tem não aceita imagens com mais de 20% de texto.

Por fim, os anúncios são uma ferramenta importante do Marketing Digital atual, mas deve-se considerar que sempre há o investimento financeiro para estratégias de performance patrocinada. Para que não haja risco de o dinheiro da sua empresa ser mal aplicado, é imprescindível se tornar um expert no assunto ou contar com a parceria de uma empresa especializada em mídia e performance, assim como a Bring Marketing House. Entre em contato com a nossa equipe especializada para impulsionar sua marca no ambiente digital!

Dúvidas ou sugestões sobre esse conteúdo? Deixe uma mensagem pra gente!

Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts relacionados