SEO: por que aliar essa técnica ao Marketing de Conteúdo

|

Aliar uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo com as técnicas de SEO pode te ajudar a conquistar um sonho: ranquear seu site nas primeiras páginas dos mecanismos de busca, como Google, Yahoo, Bing e outros. Para que você alcance esse feito, existem alguns recursos que podem facilitar o caminho até o topo das pesquisas. Um deles, por exemplo, é o SEO, que aliado ao Marketing de Conteúdo, pode melhorar o ranqueamento do seu site nas páginas de busca. Os anúncios patrocinados também podem levar o seu site para os primeiros resultados das pesquisas, mas não abordaremos esse assunto nesse texto.  

Search Engine Optimization ou em português, otimização para mecanismos de busca, é um conjunto de técnicas que, se bem aplicadas, podem ajudar a melhorar o ranqueamento do seu conteúdo nas páginas de busca de forma orgânica – sem a necessidade de investimento em anúncio – e levar tráfego para o seu site. Por isso, antes de desenvolvermos uma estratégia, devemos compreender como funcionam as ferramentas de pesquisas.

Entenda como os mecanismos de busca funcionam

Mas, antes do ranqueamento, vamos entender como funcionam as intenções de pesquisas, já que deve-se compreender o comportamento do cliente para atrair o público correto para o seu site.

Existem três tipos de busca:

  • Busca navegacional – Ou pesquisa de atalho, acontece quando o usuário já sabe para qual site quer ir, mas não se lembra da URL.
  • Pesquisa informacional – Ocorre quando o usuário está procurando por informações sobre um determinado assunto para solucionar uma dúvida.
  • Busca transacional – Neste caso, o usuário já sabe o que procura e precisa tomar uma decisão em relação ao assunto buscado, como: “preciso contratar alguém para gerenciar minhas redes sociais, mas ainda não sei quem eu devo procurar.”

Certamente, é importante que sua empresa esteja bem ranqueada em qualquer momento da pesquisa, mas é na busca transacional que o seu site deve se destacar. Então se o seu objetivo é a conversão de leads em vendas, focar nesse tipo de busca pode ser uma boa estratégia, já que é nesse momento que o usuário pretende tomar a decisão de compra.

Existe um critério do Google para ranquear a minha página?

Sim! Entender como o usuário faz a pesquisa é uma parte do nosso trabalho, mas também devemos desmistificar como funcionam as várias ferramentas de busca, a mais utilizada ainda é o bom e velho Google, e por isso, iremos focar nosso estudo nele. Se você não viveu dentro de uma bolha nos últimos 5 anos, com toda a certeza já recorreu ao São Google para responder alguma questão, desde uma dúvida que surgiu na madrugada até o endereço ou horário de funcionamento do seu restaurante preferido.

Decerto, você se lembra que os primeiros resultados que aparecem, tem o rótulo “anúncio” em preto – no passado era verde. Esses links são de empresas que pagam para estar no topo das buscas, uma vez que o grau do posicionamento determina-se com o cruzamento de dados do perfil da pessoa versus a relevância e utilidade desse assunto para quem efetuou a pesquisa. Por isso, apesar de aparecerem juntos nas pesquisas, um anúncio no Google Ads é diferente de um texto estruturado com as técnicas de SEO.

Entenda o funcionamento dos anúncios do Google Ads

Funciona assim: cria-se um anúncio através de uma ferramenta, também do Google, chamada Google Ads, que por sua vez, analisa todos os parâmetros para exibir o seu anúncio quando uma pessoa pesquisar por termos relacionados ao seu produto ou serviço. Portanto, para cada clique que o seu link patrocinado recebe, o Google irá lhe cobrar. E sim, ele pode pôr ou tirar seu anúncio do ar se julgar que, por algum motivo, o seu anúncio ou a sua empresa está violando as diretrizes do Google. Por isso, é muito importante ter uma Marketing House para te auxiliar a entender as métricas das plataformas de anúncios e desenhar a melhor estratégia de investimento.

Sobre os resultados orgânicos

Já os resultados que não estão tarjados com a palavra anúncio antes da URL, são os orgânicos, ou seja, aqueles que não são pagos e estão ali porque os robôs do Google classificaram esses resultados como relevantes. Para que um site apareça na primeira página, existem muitos fatores que são analisados pelas plataformas de busca, e muitos tentam desmistificar o seu funcionamento.  Baseado nas experiências dos usuários e nos avanços da tecnologia, esses aspectos também mudam de tempos em tempos, já que assim como um aplicativo que sofre melhorias, os algoritmos do Google também são atualizados com frequência.

A última atualização do Google, o Core Update, aconteceu em janeiro deste ano e atualizou o seu algoritmo principal de busca e ranqueamento. De acordo com o próprio Google, a proposta é aumentar o nível de qualificação dos resultados.

Como uma boa estratégia de SEO pode elevar o meu site para o topo da página de busca?

Quando falamos das técnicas de SEO, surgem alguns mitos sobre o assunto, o primeiro deles é a repetição de palavras. Em outras palavras, no passado – ou nos algoritmos passados – repetir a palavra-chave várias vezes no texto era considerado um dos gatilhos para ter o seu conteúdo bem ranqueado. A fim de melhorar a experiência de leitura do usuário, isso mudou, já que ter uma mesma palavra repetida várias vezes deixa o texto cansativo. Hoje, os fatores que auxiliam as técnicas de SEO são divididos entre on page, aqueles que são trabalhadas dentro do site, e off page, para os que são externos ao site.

Os fatores on page são:

  • Qualidade do conteúdo
  • Tamanho do conteúdo
  • Título interno e SEO Title
  • URLs amigáveis
  • Heading tags
  • Uso de palavras-chave
  • Tempo de permanência na página
  • Otimização de imagens para SEO
  • Tamanho da imagem
  • Linkagem interna
  • Design responsivo
  • Tempo de carregamento
  • Meta Description
  • Botões de compartilhamento

Já os fatores off page:

  • Link building
  • Autoridade
  • Localidade
  • Redes sociais

Para que haja o ranqueamento adequado, esses fatores dependem da estratégia que será pensada para o Marketing de conteúdo, já que muitas delas variam de acordo com a persona ou o cliente que se deseja atingir e como essa busca será feita. Um dos exemplos, é o tamanho do conteúdo. Indica-se que os textos tenham aproximadamente 2.500 palavras, contudo isso não é uma regra! Existem conteúdos menores que são bem ranqueados, pois são trabalhados de acordo com a estratégia que foi desenhada para o Marketing de Conteúdo. Ou seja, tudo depende de um planejamento estratégico que entenda a persona que se quer atingir, o mercado no qual a empresa está inserida e o conteúdo que deve ser abordado.

Quem pode me ajudar no planejamento da melhor estratégia?

A grande questão é: como desenhar uma estratégia de marketing de conteúdo para converter leads qualificados através da técnica de SEO? Uma agência de comunicação pode te ajudar. Assim, como a Bring Marketing House, que através do diagnóstico atento pode entender suas dores e levar soluções que irão atender as suas necessidades. Nossa preocupação vai além das técnicas de SEO e de um bom ranqueamento para o seu conteúdo, mas sim trabalhar todo o planejamento de uma forma que faça sentido para você e para seus clientes. Da mesma forma como nos preocupamos com o nosso posicionamento, com nosso olhar apurado e atenção ao executar um projeto, também estendemos isso aos nossos parceiros. Fale conosco! Será um prazer trabalhar para te levar ao topo.

Dúvidas ou sugestões sobre os nossos conteúdos? Escreva nos comentários.

Comentários

  1. bring
    bring
    on 20 de fevereiro de 2020

    Thank you! 🙂

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts relacionados