Os tipos de sites mais indicados para alavancar as vendas

|

Para entender a importância da escolha certa entre os tipos de sites, é preciso levar em conta a evolução da internet. A chegada das redes móveis 4G e Wi-Fi contribuiu para as mudanças nos hábitos de consumo que, por sua vez, influenciaram diretamente na forma como as empresas devem conduzir o relacionamento com seus clientes.

O mundo virtual está repleto de oportunidades de contato com consumidores, que estão cada vez mais conectados e ativos no ambiente online. Mas, para ser bem-sucedido nesse ambiente, é preciso começar acertando na escolha do modelo de site ideal.

Além disso, essa escolha deve acontecer durante o planejamento e estar de acordo com os objetivos de marketing, como conquistar novos clientes, otimizar o relacionamento com o público, lançar um novo produto ou aumentar as vendas, por exemplo.

Neste artigo, vamos mostrar as diferenças entre os formatos de sites mais indicados para ajudar a captar leads, gerar conversões e aumentar suas vendas. Boa leitura!

Por que ter um bom site?

Um bom site deve atender a alguns requisitos importantes: primeiro, o fluxo da navegação entre as páginas precisa ser claro, oferecendo uma boa experiência ao usuário; depois, as páginas devem ser adequadas para exibição em diferentes formatos e tamanhos de telas.

A responsividade melhora a visualização do site quando o cliente acessa o conteúdo pelo smartphone, computador ou tablet. Isso coloca a empresa à disposição do cliente o tempo todo.

Outro fator que deve ser levado em conta para desenvolver um bom site é o seu objetivo. Uma loja virtual vende produtos, por exemplo, já um portal de notícias publica artigos e imagens relacionadas. Sendo assim, pensando na finalidade do conteúdo para o usuário, a construção de cada tipo de site é diferente.

Atualmente, ter um bom site não é somente um indicador de presença digital, mas um diferencial para as empresas. Priorizar a experiência do usuário significa gerar uma conexão com o público através de interatividade e conteúdo relevante, que aumente o nível de confiança e atribua valor à marca. Dessa forma, as empresas conseguem se aproximar das suas tribos, criando uma comunidade com preferências e hábitos em comum.

Quais os principais tipos de sites para vendas?

Agora que você já sabe como se aproximar do público, vamos apresentar alguns tipos de sites que ajudam a aumentar a performance das vendas.

Landing Pages

São páginas únicas e objetivas, que contém as informações essenciais sobre uma oferta, produto ou promoção e podem disponibilizar em troca, incentivando o cadastro, algum material relevante para o público-alvo, como e-book ou planilha editável.

O principal papel das Landing Pages (ou LPs) é captar informações de contato, ou seja, leads interessados na compra de produtos ou contratação de serviços da empresa. Posteriormente, a gestão dos leads deve ser feita pelas áreas responsáveis pela sustentação do marketing e finalização das vendas.

Hotsites

Os hotsites são feitos para divulgar ações pontuais, como concursos culturais ou lançamentos de produtos, por exemplo, e ficam disponíveis para acesso por um período determinado. Assim como as Landing Pages, são páginas únicas utilizadas para o primeiro contato com o potencial cliente.

Seu principal objetivo é direcionar as pessoas para o assunto em foco e identificar interessados. Então, com o destaque de uma página inteiramente dedicada ao evento e uma escrita interessante para o público-alvo, a empresa consegue chamar a atenção e gerar interesse.

Sites institucionais

Os sites institucionais, ou seja, que focam na história da empresa e apresentação do seu portfólio de produtos, são bastante comuns e essenciais para a presença digital das empresas.

O principal objetivo desse tipo de site é difundir a missão, os princípios e valores da empresa, através do texto, das imagens, da estrutura e dos elementos escolhidos para interagir com o público. O site deve ser modelado de acordo com identidade da marca. 

Formulários de contato e outras ferramentas de cadastro para captação de leads também são usadas em sites institucionais, para que os usuários interessados na história ou nos produtos/serviços da empresa entrem em contato, seja para fazer parte do banco de talentos ou se tornar um prospect. Em alguns casos, ademais, o site institucional contém blog, o que ajuda a otimizar o ranqueamento orgânico nos buscadores com publicações frequentes sobre assuntos relacionados à marca e ao mercado no qual ela está inserida.

E-commerce

O e-commerce, ou loja virtual, é um dos principais meios para gerar vendas diretas no ambiente digital. Seus produtos e serviços podem ser adquiridos na plataforma virtual, gerando praticidade e comodidade para os clientes.

É preciso disponibilizar informações claras sobre o que é vendido e simplificar as etapas de compra, para facilitar a experiência do usuário e potencializar as vendas.

Para esse tipo de projeto, é necessário incluir o desenvolvimento de um painel, ou contratar uma plataforma especializada para o cadastro dos produtos e acompanhamento das etapas dos pedidos. Além disso, o comércio eletrônico exige uma boa hospedagem para manter o site funcionando, infraestrutura física para o armazenamento dos produtos e logística para o transporte até o endereço do cliente. 

Por fim, para que o estoque virtual esteja em conformidade com o estoque físico, é imprescindível que as informações sejam atualizadas no painel em tempo real.

Sites dinâmicos

Os sites dinâmicos misturam diferentes tipos de sites, como é o caso do e-commerce, por exemplo, que costuma incluir páginas institucionais com informações importantes e funcionalidades úteis para o usuário no momento da compra.

One Page

A principal característica dos sites One Page é a exibição de tudo em uma única página. Dependendo da quantidade de conteúdo, essa estratégia ajuda a tornar a navegação mais fluída, desburocratizando o acesso às informações.

Como vimos, existem diversos tipos de sites que contribuem com os objetivos de marketing e facilitam as vendas. É fundamental saber qual será a melhor escolha, de acordo com as estratégias estabelecidas no planejamento, além de oferecer uma experiência incrível para facilitar as conversões.

Vale lembrar que para desenvolver um bom site é importante ter um brand efetivo, com linguagem e identidade visual adequadas ao público da marca.

Gostou? Fique por dentro das nossas redes sociais para não perder as próximas publicações!

Posts relacionados